Geossítios

  • Lajedo de Pai Mateus

    Também conhecido como Mar de Bolas, esse geossítio é o único na região que está cadastrado no projeto Sítios Geológicos e Paleontólogicos do Brasil – SIGEP. É também um dos mais reconhecidos do ponto de vista turístico, apresenta fluxo turístico bem consolidado atraindo visitantes de diversas partes do mundo, sendo o melhor exemplo de associação entre geologia e turismo na região. Trata-se de um lajedo contendo centenas de matacões, alguns com pinturas rupestres e onde se conta a lenda do eremita Pai Mateus que ali haveria de ter vivido no século XVIII e que atuava como curandeiro. Reconhecido internacionalmente pelas formações rochosas (matacões) em formatos arredondados, de dimensões métricas. A 17km da zona urbana.

    Instagram: @paimateus

  • Lajedo Salambaia

    Localizado na Fazenda Salambaia, há cerca de 14km do centro da cidade, podendo ser acessada ainda pelo município de Boa Vista, do qual dista cerca de 13 km. Um dos principais elementos notáveis nesse geossítio são as gnamas geradas pelo processo de dissolução da rocha. Essas pequenas lagoas formam depósitos de sedimentos que servem de substrato para o desenvolvimento de estratos vegetais de diversos portes. Quando encontram-se preenchidas com água, são o habitat de diversas formas de vida. O lajedo é rico em líquens, que recobrem quase toda a superfície do topo do lajedo o deixando alaranjado. A 23km da zona urbana.

    Instagram: @lajedodasalambaia

  • Saca de Lã

    Estrutura em forma de castelo de blocos (castle koppie) gerada pelo faturamento e desgaste da rocha. A forma como os blocos encontram-se organizados dá ao sítio uma semelhança com fardos de algodão (sacas de lã) empilhados, o que lhe proporcionou o nome. Essas feições são frutos da conjunção entre o diaclasamento de fraturas ortogonais e das fraturas de alívio de pressão horizontais. Muitas pessoas acham que a estrutura foi “montada” pelo homem, na verdade, temos muitas teorias sobre esse geossítio. Pode-se chegar ao topo das Sacas de Lã seguindo por uma trilha que passa pelas rachaduras na rocha. O local é amplamente conhecido e usado para turismo, sendo um dos principais atrativos geológicos do estado da Paraíba. A 19km da zona urbana.
    Esse passeio é feito através do Hotel Fazenda Pai Mateus.

  • Pedra da Pata

    Geossítio na localidade denominada Sítio Pata. Trata-se de uma geoforma de uma ave (pata), localizada em uma elevação da qual pode-se observar grandes extensões da região do Cariri e ter uma boa visão de quase todo o açude Açude Epitácio Pessoa (mais conhecido como Açude Boqueirão).

    O local é utilizado esporadicamente para práticas turísticas e realização de trilhas.

    A 18km da zona urbana.

  • Lagoa da Cunhã

    Lajedo em forma de “bacia” que apresenta uma lagoa em sua parte central. Bastante reconhecido no meio científico e acadêmico por apresentar painéis com pinturas e gravuras rupestres e haverem relatos de terem sido encontrados fósseis da megafauna (tais como a preguiça-gigante).

    Esse passeio é feito através do Hotel Fazenda Pai Mateus.

  • Lajedo Manoel de Sousa

    Nesse geossítio o principal conteúdo da geodiversidade são os matacões (boulders) distribuídos sobre o lajedo, além do valor cultural associado à um expressivo conteúdo de arte rupestre representada por grandes painéis com pinturas. Certamente é um dos sítios arqueológicos mais bem preservados da região. A 19km da zona urbana.

    Esse passeio é feito através do Hotel Fazenda Pai Mateus.

Lajedo da Gangorra

Localizado na Fazenda Gangorra, vizinho aos geossítios Lajedo de Pai Mateus e Lajedo da Salambaia. Trata-se de uma geoforma localizada em uma elevação da qual pode-se observar grandes extensões da região, além de esbanjar energia nas suas fendas que formam grandes salões ao redor do lajedo.